quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Será que funciona?

É. Eu sei. Mas não tem como. É sempre assim. Não consigo evitar. É clichê na minha vida. Virou rotina. Não falo da insônia. Nem da correria. É. Disso mesmo. Tenho medo que seja para sempre. Sendo que todos buscam um felizes para sempre. Por isso seguem em frente. Mera ilusão. Eu não. Felicidade nunca foi real. É uma realidade incondicional. Não existe. Eu busco outra coisa. Não. Eu ainda não sei o que é. Onde estaria o desafio se eu soubesse? É a graça da vida. Sempre cheia de chegadas e partidas. Faz-se sempre uma despedida. Nada de festas. As vezes há tristeza. Outras sorrisos de alegria. Não. Alegria não é felicidade. Alegria existe. Normal. Todo mundo confunde afinal. A felicidade é um estado completo. Muito complexo. Alegria é passageira. Ato de puro reflexo. Calma. Sem desespero. Há ainda o sexo. Sim. Não me chame de rude. Quer coisa melhor? É o ato que nos faz mais próximos da completude. Sério. Olhe para mim... E ai, a fim?

Um comentário:

K. disse...

Entre os milhares de blogs deste universo,me deparei com esse,ao qual reparei deverás semelhanças com as palavras em minha cabeça.
Obrigado amigo desconhecido.Sinta-se um dos poucos que verdadeiramente entendem o que é alegria e felicidade.
"felizes para sempre" teoria absurda,uma valvula de escape,só assim é possivel suportar essa cruel realidade.